Menu

Manifestações de apoio à Lava Jato e contra privilégios a políticos começam tímidas

O Movimento Brasil Livre, o Vem Pra Rua e o NasRuas focaram a sua pauta em temas como o fim do foro privilegiado, não ao voto em lista fechada e apoio à Lava Jato

por Congresso em Foco · Publicado em 26/03/2017 12:12

Foto: MBL – Movimento Brasil Livre

Manifestantes enfrentam chuva em Belém

Começa com pouca adesão nas maiores capitais a manifestação convocada pelos grupos que organizaram a mobilização pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff no ano passado. O Movimento Brasil Livre, o Vem Pra Rua e o NasRuas focaram a sua pauta em temas como o fim do foro privilegiado, não ao voto em lista fechada e apoio à Lava Jato. O fim do desarmamento, em tema novo nesses eventos, é apoiado pelo Movimento Brasil Livre (MBL) e pelo NasRuas.

O presidente Michel Temer não está entre os alvos dos organizadores, assim como o PT também não é o centro das atenções. Outros temas em pauta no Congresso Nacional, como a anistia ao caixa dois, a reforma da Previdência e o financiamento público de campanha, também estão na lista de prioridades dos movimentos.

Em Brasília, um grupo reduzido, em comparação com outros eventos do gênero, está reunido no gramado em frente ao Congresso Nacional, com o apoio de um carro de som dos organizadores. O verde e amarelo predomina nas roupas, bandeiras e cartazes, como ocorria nas mobilizações pelo impeachment de Dilma. O ato foi encerrado por volta do meio-dia.

As duas vias da Esplanada dos Ministérios, S1 e N1, foram fechadas ao tráfego de veículos. O trânsito foi transferido para a S2 e N2, onde os carros ficam estacionados.

Em Copacabana, Rio de Janeiro, a movimentação é mais intensa em frente ao Posto 5, em passeata tomada pelo verde e amarelo.

Em Recife, um número reduzido de pessoas transitava pela praia de Boa Viagem, com bandeiras e faixas de protesto. Em Belém, uma passeata percorria o trecho do Centro à Doca, com uma bandeira gigante sendo transportada pelos manifestantes.

Continuar lendo

Voltar ao topo
comments powered by Disqus
Voltar ao topo